Digite o que você procura:

Carnaval de Rua reúne mais de 12 milhões de pessoas em São Paulo

Por: Rosana Pinto - 23-02-2018

O Carnaval de Rua 2018 de São Paulo reuniu 12.35 milhões de pessoas nos 458 desfiles e 433 blocos que aconteceram por diversas regiões da capital entre o dia 3 de fevereiro e este domingo (18). A estimativa é de agentes da Guarda Civil Metropolitana, da Companhia de Engenharia de Tráfego, dos responsáveis pelos blocos e de produtores da comissão do Carnaval.
 
“Foi um planejamento de 4 meses, bem estruturado, com muitas pessoas envolvidas, secretarias e órgãos públicos, como CET, Polícia Militar, Guarda Civil Municipal, SPTrans e Metrô. É uma estrutura muito complexa para atender mais de 12 milhões de pessoas que vieram curtir e aprovaram o carnaval da cidade”, disse o secretário municipal das Prefeituras Regionais, Claudio Carvalho.
 
A grande novidade para 2018 foi a inclusão da Avenida 23 de Maio na relação das vias que receberam os blocos. A avenida encerrou sua primeira participação no Carnaval paulistano com um público de 1,65 milhão na tarde de sábado (17). Antes, a via já havia recebido 1,2 milhão de pessoas no dia 11, 750 mil no dia 12, e 700 mil no dia 13, totalizando um público estimado de mais de 4 milhões de pessoas nos quatro dias em que a festa foi realizada na via.
 
Blocos como o Navio Pirata, Casa Comigo, Domingo Ela Não Vai, Beleza Rara, Bicho Maluco Beleza, Mamãe Eu Quero, Toca Um Samba Aí, Acadêmicos do Baixo Augusta, Fuzuê, Confraria do Pasmado, Gambiarra, Largadinho, entre outros, desfilaram por diversas regiões da cidade arrastando uma multidão de pessoas para as ruas.
 
O Carnaval de Rua também contou com palcos fixos montados no Vale do Anhangabaú, no M’Boi Mirim e em Pirituba com atrações como o Clube do Balanço, Johnny Hooker e o grupo Exaltasamba. Além da folia nas ruas, a população também pôde acompanhar os desfiles das escolas de samba no sambódromo do Anhembi.
 
Durante toda a festa, os fiscais das Prefeituras Regionais, com o apoio da Guarda Civil Metropolitana (GCM), emitiram 648 notificações de multa com base no Decreto 57.983, que visa conscientizar a população a não urinar nas ruas e vias da capital. 
 
Equipes de saúde realizaram 389 atendimentos no Sambódromo, sendo 273 pelo serviço contratado e 116 pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). Já no Carnaval de Rua, a empresa contratada realizou 2.857 atendimentos. O Samu atendeu 92 pessoas.
 
Após os desfiles dos blocos e das escolas de samba, as equipes de limpeza urbana recolheram 1.697 toneladas de lixo. A AMLURB também intensificou as ações de limpeza nas áreas dos blocos de rua com a instalação de novas lixeiras e contêineres para a coleta de detritos. 
 
No período entre 9 e 18 de fevereiro 3.528 Guardas Civis Municipais (GCMs) estiveram presentes nas regiões onde aconteceram os principais desfiles de carnaval. A função dos guardas é o de apoiar os agentes da prefeitura durante as fiscalizações, em especial o combate ao comércio irregular. A GCM ainda auxiliou os fiscais da prefeitura na missão de coibir a prática de urinar em locais públicos e na aplicação de notificações de multa para os infratores pegos em flagrante urinando na rua. A corporação contou também com o auxilio dos Drones na coleta de informações gerais e no monitoramento.
 
A festa em São Paulotambém contou com operações especiais da Companhia de Engenharia de Tráfego (CET). Os agentes atuaram em todas as regiões envolvidas na folia, garantindo a desobstrução das vias, a segurança dos pedestres e a fluência dos veículos de resgate.



Buscar outras notícias:


Leia mais






É expressamente proibido a cópia ou utilização de textos ou imagens do site www.piritubaweb.com.br sem autorização por escrito.
Lei nº 9.610 de 19/02/1998